EVENTOS

Gosto muito de comparecer a eventos que acontecem no Guará, principalmente em datas comemorativas onde sempre nos defrontamos com alguns dos grandes mistérios dessa cidade tão adorada por nós, por políticos amorosos, candidatos tentando deslanchar, ex-desafetos querendo aproveitar a oportunidade para ficar bem na fita e mais uma fauna de puxas sacos que sempre aproveitam para sair da toca, dando as caras nesses eventos.
O Caixa Preta é quem mais se diverte em ver os esforços dessa turma sempre atrás de uma boquinha que lhe garanta um lugar na sombra da goiabeira, aparecem lideranças de araque e pioneiros, dentre esses, alguns recém–nascidos, o que convenhamos não dá pra aguentar pois todos sabemos que a nossa querida cidade, o Guará, tem 50 anos.
Esse ano não foi diferente. Quem passasse na frente do local onde acontecia o evento, e colocasse o nome na lista de presença, recebia uma menção honrosa, além de poder lanchar com salgadinhos e sucos doados por algum comerciante.
Segundo o velho Caixa esse ano só faltou o Dentinho, conhecido personagem aqui do Guará, que hoje passa por um programa de recuperação exitoso.
Mas o que diverte mesmo são as mentiras deslavadas durante os discursos, todos estão empenhados na captura de uma coisa que é muito cara ao político, mesmo que para isso tenha que apresentar para a população os delírios ditos e repetidos como se fosse um mantra por eles e os comissionados de plantão.
Segundo esses políticos, nada no Guará existiria sem eles, até o sol que insiste em brilhar, as frondosas árvores espalhadas por toda cidade, obras de governos anteriores, além de chuva de dinheiro para ser aplicado no Guará, o que talvez faça a cidade entrar na ONU, ou virar um Estado independente. Dubai teria que se contentar com o segundo lugar no mundo.
Estamos mais do que cansados de saber, que o DF hoje é um estado falido, que talvez não tenha nem como pagar compromissos assumidos e nem os salários dos funcionários públicos.
Como o povão gosta é de festa, se tiver lanche, melhor ainda. O Caixa fica observando e rindo da galera se desdobrando pra conseguir um salgadinho pra encher o bucho.
Para se ter uma ideia como a coisa é insana, tem gente que não sabe nem onde é o Guará, mas aparece nessas horas. É tanta liderança que parece que estão distribuindo o título de liderança no boteco da esquina.
Tenha dó!!!

SHARE