COMEÇOU MAL

Quando digo que a falta de comprometimento com a população do Guará com os problemas maiores, os que a população tanto cobra, ouve-se a mesma ladainha de sempre, que falta dinheiro, quando na verdade falta é gestão uma coisa que parece ter se tornado um padrão por aqui. Basta ver um episódio que se passou numa dessas reuniões onde a população deveria apresentar seus pleitos e críticas às coisas erradas que por aqui estão acontecendo sem que ninguém ponha um freio.
A nossa digníssima Administradora, uma ilustre desconhecida, que pode até ser competente, mas até agora não disse a que veio e recém-empossada, compareceu para se apresentar e deixar uma péssima impressão pela falta de comprometimento em ouvir os reclames da população, que está se sentindo abandonada, pois quando apresenta qualquer pleito que não seja pintura de meios – fios ou limpeza de praças, dificilmente aparece solução que ao menos amenize os inúmeros problemas.
Na minha modesta opinião o recado foi bem claro na sua apresentação, querem ovelhas para o rebanho, dizendo nas entrelinhas que a população com ela está ferrada, pois caiu de paraquedas por aqui e já está amando o Guará, dando em seguida um sinal de grande preocupação com a cidade e com os problemas enfrentados pela população.
Simplesmente depois de cinco minutos de reunião, levantou-se e saiu rapidinho para atender aos apoiadores do padrinho, deixando os presentes com cara de idiotas, onde tinha representantes de todas as secretarias reunidos, além de alguns populares que foram na esperança de contar com o apoio da Administração para a resolução de problemas sérios de toda a população.
É bom que se diga que o tal evento onde era apenas para massagear o ego de alguma liderança e prestigiar um evento político, que apesar de contar na plateia alguns populares, contava também com alguns candidatos a comissionados atrás de uma boquinha ou um abraço de tamanduá de algum político presente para uma selfie, para enfeitar o perfil no Facebook.
Então é esse tipo de gestor que recebemos como presente, graças a nossa apatia e falta de interesse em discutir o que realmente interessa aqui no nosso pedaço.
O Guará exige respeito, o povo merece e é uma obrigação de todo gestor público.

SHARE