Lançada PPP do kartódromo

Com a parceria, governo passará a administração da estrutura para a iniciativa privada por 30 anos. Abertura dos envelopes vai ocorrer em 12 de abril, e o vencedor deverá investir cerca de R$ 13,9 milhões na reforma

161

Para fomentar a prática do kart no Distrito Federal, o governo de Brasília quer firmar concessão do Kartódromo do Guará. Pelos próximos 30 anos, a estrutura deve ser administrada pela iniciativa privada.

Essa é a ideia com o edital de licitação publicado na edição do Diário Oficial do DF desta quarta-feira (7). Para tanto, o futuro concessionário deverá investir cerca de R$ 13,9 milhões na revitalização do espaço.

A abertura dos envelopes ocorre em 12 de abril, às 14 horas. A partir desta data, a Secretaria de Fazenda estima um período de 60 a 90 dias para a assinatura do contrato com o concessionário.

Como o governo prevê a revitalização do Kartódromo do Guará

Os trabalhos incluem aumentar a pista de 840 metros para 1,2 mil metros — tamanho exigido pela Confederação Brasileira de Automobilismo para receber competições — e o número de boxes dos atuais 40 para 189.

A reforma prevista pelo governo conta ainda com arquibancada para 1,4 mil pessoas e a revitalização do Centro de Convivência do Idoso.

“Habilitar o Kartódromo do Guará seria um ganho para o kartismo regional, diminuindo as viagens dos competidores”, observa o subsecretário de Parcerias Público-Privadas da Secretaria de Fazenda, Rossini Dias.

O kartódromo é parte do Complexo Esportivo do Guará, que também deve ser alvo de concessão. Desde o início do projeto, em setembro de 2016, discute-se a possibilidade de separá-lo do resto.

SHARE