Nyedja Gennari

Educadora guaraense profissionalizou a arte de contar histórias

229

Uma história bem contada tem a capacidade de tocar as pessoas, fazendo-as assimilar as mensagens de forma mais natural e duradoura. Esta estratégia tem sido usada para além do universo infantil, chegando ao mundo empresarial e político. Às vésperas das eleições deste ano, vários candidatos resolveram contar sua trajetória e demonstrar suas intenções usando uma contadora de histórias. Quem escreveu e narrou as histórias foi a guaraense Nyedja Gennari.
Nyedja mora no Guará desde 1987 e vive de contar e escrever histórias. Seja para crianças, como seu projeto no Terraço Shopping todos os sábados, ou em escolas e eventos, ou para adultos. Ela já narrou a trajetória de políticos, como Izalci Luas, empresários, como Rogério Tokarski, e dezenas de empresas de todo o país, como a joalheria Thifany, a Caixa Econômica Federal, o Hospital Anchieta e a Pucket.

A vocação
Quando apresentou a primeira fábula aos alunos, a professora Nyedja Gennari não imaginava que a arte de contar histórias e inventar personagens para elas fosse tomar conta da sua vida. Mas assim aconteceu e hoje ela cria histórias e personagens que surgem em seus caminhos pelos eventos nacionais e internacionais, shoppings, festas e empresas em que se apresenta.
“Sempre gostei de escrever e as histórias passaram a brotar tão naturalmente dentro de mim que sinto que posso passar o dia todo contando textos diferentes. Eu misturo criações que já conheço, invento personagens, mudo os detalhes das antigas histórias que possam carregar preconceitos ou ideias que não precisam ser reproduzidas, como o fato de o saci-pererê fumar, por exemplo. É assim que componho as histórias e repertórios, explica Nyedja.
“Podemos contar histórias de vida e de empreendedorismo, falar de assuntos sociais, da preservação da natureza, das relações humanas, de qualquer coisa transformando tudo em história. A contação é uma arte que educa, ampliando repertório, inspirando o gosto pela leitura e pelos livros, incentivando o gosto pela fantasia e pelo belo e ainda motivando a exposição em grupo. Trata-se de um modelo muito rico na construção do conhecimento”, acrescenta a educadora, que tem 25 anos de experiência em sala de aula.
Professora da Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEDF), Nyedja Gennari trabalha hoje na Gerência de Saúde do Estudante e leva as histórias por todas as regionais de ensino do Distrito Federal, dando também formação aos profissionais de educação com seu projeto Moinhos de Histórias. Nyedja Gennari é formada em Ciências da Educação, tem especialização em Literatura Infantil e pós-graduação em Educação Infantil.
Nyedja representou o Brasil em feiras, encontros e congressos internacionais, especialmente na Colômbia, Argentina e México; a participação no Círculo de Narradores Orais da América Latina; contações especiais na Marinha do Brasil, na joalheria Tiffany & Co, na rede Pucket,no hospital Anchieta, Caixa Econômica Federal, no Hospital Ana Nery e na empresa MedLif; contação semanal na Rádio Nacional; programa semanal na Rádio Atividade FM; a composição de histórias personalizadas para seu trabalho constante Personalize sua Festa; a execução do projeto “Meu Corpo Funciona Assim”, de contação e histórias com música, apresentado pelo Fundo de Apoio à Cultura (FAC) da Secretaria de Cultura do DF durante o primeiro semestre de 2016; e a participação no projeto Quintal da Criança. Nyedja Gennari também ministra oficinas e cursos sobre a arte de contar histórias. O espetáculo pode ser levado a qualquer público, sendo voltado para crianças de diferentes faixas etárias ou para adultos.

SHARE