A Pilastra – Galeria guaraense integra BSB Plano das Artes 2019

De hoje (30) ao dia 2 de junho acontece a 2ª Edição do BSB Plano das Artes, um evento dedicado a ampliar a visibilidade e ao mapeamento dos espaços autônomos voltados à divulgação, produção, discussão e disseminação das artes visuais em Brasília e à profissionalização de arte-educadores no Distrito Federal. Com entrada franca e classificação indicativa livre para todos, o público terá à disposição vans gratuitas que circularão por rotas que ligam os 27 espaços participantes – entre galerias, ateliês de artistas e espaços híbridos – em 13 Regiões Administrativas do DF – Águas Claras, Altiplano Leste, Brazlândia, Ceilândia, Guará, Jardim Botânico, Lago Sul, Lago Norte, Planaltina, Plano Piloto, Paranoá, Sobradinho e Taguatinga -. O BSB Plano das Artes é realizado com o patrocínio do Fundo de Apoio à Cultura (FAC) da Secretaria de Cultura do Governo do Distrito Federal.

No Guará, a galeria participante é a Pilastra, na QE 40. A galeria é um apartamento transformado em espaço. Galeria de arte, estúdio de produção audiovisual e ateliês abertos aos artistas, a Pilastra é uma iniciativa privada que vende obras de arte nacionais e internacionais, produz conteúdo áudio-visual, e recebe artistas e visitantes que queiram espaço e contato com expressões artísticas descentralizadas.

A PIlastra – QE 40, Cj. D, Lote 38, Ap. 101 – Guará II – COntato: (61) 98318-1879 www.facebook.com/apilastra

O projeto

Esta é a segunda edição do BSB Plano das Artes que neste ano aborda o tema “O lugar da arte” e levanta o debate sobre o papel de galerias, ateliês, coletivos e outras associações que difundem informações sobre a produção artística da cidade na construção de um pensamento crítico sobre as artes visuais contemporâneas.  “O Distrito Federal, como um todo, se tornou um polo produtor pujante no segmento das artes visuais com vários artistas, curadores, críticos e galerias se destacando no cenário local, nacional e internacional, que precisa ser de fato conhecido e reconhecido pelo público da cidade”, afirma a curadora e idealizadora do evento, Cinara Barbosa. “O BSB Plano das Artes surgiu como uma ferramenta para que público e espaços independentes possam se encontrar em um ambiente estimulante e de compartilhamento de informações”, explica a curadora. Como forma de ampliar o alcance do evento e estimular novas iniciativas em arte contemporânea, a organização do BSB Plano das Artes criou dois espaços na Ceilândia e em Taguatinga, onde acontecem exposições, oficinas e debates com artistas e curadores.

Rotas da arte

Durante os quatro dias de eventos, vans com rotas predefinidas serão disponibilizadas gratuitamente ao público. Nesta edição, as vans realizarão as viagens dentro das Regiões Administrativas e entre RAs vizinhas. Com isso, serão evitados longos deslocamentos, melhorando a qualidade das visitas aos espaços. As rotas acontecerão no período da manhã e da atarde, com saídas de pontos centrais, como: Estacionamento da SCLN 206 (Asa Norte); Praça do Relógio (Taguatinga); Biblioteca Braille Dorina Nowill (Taguatinga); Instituto de Artes UnB (Asa Norte); Museu Nacional da República (Área Central do Plano Piloto).

Cada centro colocará à disposição uma programação especial para o evento, como visitas orientadas a exposições, encontros com curadores, críticos de arte, conversas com artistas, entre outras atividades. Por meio dos perfis sociais do evento Facebook/bsbplanodasartes e Instagram @bsbplanodasartes e do site www.bsbplanodasartes.com.br, serão veiculadas informações sobre a programação de cada espaço cultural bem como o circuito das vans.

 

 

SHARE