Alírio continua internado aguardando resultados de exames

Médicos suspeitam que problema cardíaco genético foi a causa do AVC

O ex-administrador regional do Guará, ex-deputado distrital e diretor-geral do Detran Alírio Neto continua internado no Hospital Sírio Libanês desde o dia 1º de junho, quando sofreu um Acidente Vascular Cerebral, aguardando resultados dos exames para saber as causas da doença. Os médicos que acompanham o caso acreditam que o AVC tenha sido causado por um problema genético no coração, mas o diagnóstico ainda não é definitivo.

Nota divulgada pela assessoria de imprensa do Detran nesta segunda-feira, 10 de junho, diz que exames apontaram possível “forame oval patente”, um orifício que comunica o lado direito com o lado esquerdo do coração. Os médicos pretendem confirmar a causa após novos procedimentos. De acordo com a assessoria, o problema pode ter sido gerado ainda na gravidez. “Na gestação, essa comunicação possibilita que o feto receba o sangue oxigenado da mãe, uma vez que os pulmões ainda não funcionam. Logo depois do nascimento, o forame oval se fecha naturalmente, mas em uma minoria de pessoas esse fechamento não acontece”, diz a nota.

Segundo o boletim médico, a abertura não costuma gerar sintomas ou outras limitações. “Entretanto, em alguns casos, pode causar a passagem de coágulos de sangue do lado direito para o lado esquerdo, acarretando problemas como, por exemplo, o AVC”.

Caso seja confirmado, o problema poderá ser resolvido por meio de cirurgia similar ao cateterismo. Não há previsão para a alta médica.

Alírio está ​consciente, recuperando-se bem, não apresenta sequelas motoras, está ​sendo acompanhado por uma equipe multidisciplinar​ e recebendo visitas somente de familiares.

SHARE