Limpeza é prioridade

Surto de dengue coloca Administração do Guará em alerta e intensifica limpeza da cidade. Administradora Luciane Quintana fala ainda da manutenção das praças e quadras poliesportivas da cidade, além da recuperação de todos os campos de grama sintética do Guará. Intensificar o combate às invasões é outra prioridade para os próximos meses



Com quase dois meses no cargo, depois de suceder a Vânia Gurgel, Luciane Quintana garante que já conseguiu se inteirar das demandas da cidade e implementar um ritmo próprio à frente da Administração Regional do Guará. Nesta entrevista ao Jornal do Guará ela enumera o que está sendo feito na cidade, o que está sendo planejado para os próximos meses, fala das dificuldades encontradas na estrutura da Administração, a preocupação com o combate à dengue e, como bióloga de formação, anuncia um olhar especial para a revitalização dos três parques – Denner, dos Eucaliptos e Ezechias Heringer.

 

Manutenção da cidade
“Hoje nossa preocupação é a limpeza e manutenção da cidade, especialmente das praças. Sabemos da importância de manter as obras de manutenção da cidade sem parar, sempre trabalhando em parceria com a Novacap. Hoje, a Administração faz o levantamento das obras necessárias e passa para a Novacap. Com nossas equipes temos feito a roçagem, a pintura das praças, das quadras, a limpeza das áreas públicas, que tem sido nosso grande entrave na cidade, por causa da dengue. Temos recolhido entulho, móveis velhos, e todo o tipo de material”.

Limpeza
“Firmamos uma agenda, juntamente com a representação do SLU e no dia 4 de julho vamos promover uma reunião com participantes da comunidade sobre o lixo no Guará, às 19h, aqui mesmo na Administração. Afinal, não conseguimos alcançar toda a comunidade, mas os líderes comunitários são multiplicadores de informações. Temos que trabalhar na prevenção, na conscientização da comunidade para que possamos deter esse problema o mais rápido possível.
Há locais onde é preciso instalar Pontos de Entrega Voluntária, os Papa-Entulho, locais onde o problema de entulho é muito grave. Hoje mesmo, antes de chegar aqui, passei em um atendimento da Administração que estava retirando entulho de local próximo ao Polo de Moda”.

Mudanças na equipe
“Após algumas semanas, houve mudanças pontuais nos cargos da Administração Regional. Esta agora é nossa equipe, a gente acredita que quando trabalhamos com pessoas que já conhecemos o trabalho é mais fácil de ampliar a produtividade. Tudo começa com o relacionamento”.

Parques
“O Orçamento está bem apertado, mas estamos trabalhando para conseguir fazer o máximo possível. Temos feito muitos contados com o Ibram (Instituto Brasília Ambiental) e a Novacap para cuidar dos nossos parques. A gente já articulou o que será feito em cada parque, já fizemos o pedido do cercamento do Parque Ezechias Heringer. O Dener e o dos Eucaliptos estamos levantando líderes comunitários que nos ajudem a cuidar. Apenas a Administração não consegue manter e vigiar os parques da cidade. Hoje, esses parques estão sob responsabilidade do Ibram, e estamos tentando trazê-los para a responsabilidade da Administração do Guará. Se conseguirmos tirar isso do papel, vai ser bastante benéfico para a cidade. Isso é toda uma articulação política feita em parceria com o deputado Rodrigo Delmasso”.

Privilégios para igrejas? NÃO!
“Atendemos todas as demandas que chegam. Não perguntamos a religião das pessoas, pois não é coerente e muito menos ético. Eu achei graça dos comentários (que a administração privilegia as demandas dos pastores evangélicos). Atendemos à população, até mesmo porque aqui eu não sou religiosa, sou administradora do Guará. Quem chega eu tenho que acolher”.

Invasões
“Temos levantado as localidades do Guará onde há muitas invasões para acionar a fiscalização. O que a Administração pode fazer é levantar, identificar, diagnosticar e encaminhar para os órgãos competentes para a execução. Para que essa execução aconteça a contento, estamos sempre ligando e acompanhando as denúncias. A gente sabe que há uma cobrança da população. A Agefis (atual DF Legal) tem vindo sempre ao Guará e tem respondido à comunidade quando acontecem as reuniões (como a Conselho de Segurança do Guará). Não podemos ser é omissos, precisamos provocar a fiscalização”.

Campos de grama sintética
“Há um levantamento e uma estimativa de custo de quanto é preciso gastar para a recuperação dos campos de grama sintética. No dia 4 de julho encerra um prazo legal de questionamento de uma licitação da Novacap para a manutenção desses campos. E assim que a licitação for confirmada, vamos aderir a ela para trocar a cobertura, arrumar os alambrados, refazer a base, com o devido escoamento. Esse mapeamento está pronto e é nossa prioridade para os próximos meses. Não precisamos construir mais campos nem quadras, mas manter os que temos”.

SHARE