Berço da música guaraense em nova casa

A mais tradicional academia de música do Guará, a Espaço Sonoro, mudou-se para a QE 26, e celebra seus 30 anos com mais cursos e apresentações pela cidade

Ainda em 1990, a professora e pianista Marta Borges inaugurava a primeira academia de música da cidade, a Espaço Sonoro. Ocupando diversas salas do edifício Consei, a academia foi responsável por forma e aprimorar centenas de músicos guaraenses. Ao aposentar-se, passou a batuta para a professora Nivea Carneiro, que, com seu marido Johnson Carneiro e ajuda das filhas, continua o legado da Espaço Sonoro no Guará.

As aulas de teclas, cordas, arcos e voz (além das aulas de artes plásticas) ganharam neste ano um novo espaço. Um andar inteiro em um bloco no conjunto L da QE 26. Com mais salas, a oferta dos cursos foi ampliada, com a possibilidade de aulas em grupo, principalmente as de musicalização para crianças e desenho para jovens e adultos. Os professores, cuidadosamente selecionados dão aulas de piano, teclado, violão, guitarra, baixo, violino, canto, utilizando as metodologias de ensino consagradas. As aulas são sempre individuais em salas completamente equipadas, com exceção das aulas de canto para adultos (há uma turma específica para a terceira idade), musicalização para crianças (a partir de 2 anos) e desenho digital

A academia é presença garantida nos principais eventos da cidade, levando seus alunos e professores ao convívio com o público da cidade. Além de formar os músicos, ainda presenteia a comunidade com apresentações primorosas seja na Rua do Lazer, ou eventos como Guará com Cerva e a Facig. Este ano, a Espaço Sonoro prepara um álbum com músicas inéditas de seus alunos, professores e outros músicos da cidade, em parceria com o Jornal do Guará, Estúdio Formigueiro e Rádio Guará Web.

SHARE