Vânia Gurgel é exonerada e Delmasso volta a apadrinhar Administração do Guará

Ex-administradora teria contrariado o deputado ao pedir a exoneração de pessoas ligadas a ele e ao governador Ibaneis

5192
A nova administradora do Guará, Luciane Gomes Quintana, é paulista e está em Brasília há 12 anos, dos quais há dois anos no Guará. Pastora da igreja Sara Nossa Terra, a mesma de Delmasso, é formada em Ciências Biológicas

Durou apenas quatro meses a gestão de Vânia Gurgel na Administração Regional do Guará. Ela foi exonerada nesta terça-feira, 14 de maio, após contrariar o deputado distrital Rodrigo Delmasso e o próprio governador Ibaneis Rocha ao pedir – e conseguir – a exoneração de assessores ligados a eles. Ela será substituída por Luciane Gomes Quintana, assessora de Delmasso, que assim volta a apadrinhar a Administração do Guará. Moradora do edifício Dueto, na orla do Guará II, Luciana é formada em Ciências Biológicas e atuava como interlocutora de Delmasso junto ao governo na execução das emendas parlamentares do deputado.

A queda de Vânia vinha sendo especulada há alguns dias, mas foi definida nesta segunda-feira depois que o Diário Oficial do DF publicou a exoneração de três assessores ligados a Delmasso, um deles o Diretor de Obras, responsável pela execução e supervisão de emendas parlamentares do próprio deputado.  Mas a queda da agora ex-administradora foi desenhada com cores mais fortes após a sessão promovida pela Câmara Legislativa, de iniciativa de Delmasso, na Escola Técnica, na sexta-feira passada, para homenagear os 50 anos do Guará. Durante seu discurso, a ex-administradora criticou a situação do Hospital Regional do Guará, que, segundo ela, estaria em péssimas condições e não estaria prestando o serviço que os moradores da cidade precisam. A fala foi entendida como uma crítica ao próprio governo, a quem ela servia, e teria chegado aos ouvidos do governador Ibaneis Rocha.

O estopim da demissão aconteceu com a exoneração dos cinco assessores, a pedido dela, chancelada pela Casa Civil do Governo sem o conhecimento do governador Ibaneis. Entre essas demissões, estava a do genro do líder comunitário Jânio Ribeiro, amigo pessoal do governador.  Vânia teria contrariado também uma assessora da Caesb amiga do governador Ibaneis, por ter pedido a exoneração do irmão dela embora tenha mantido o filho nos quadros da Administração, o que configuraria nepotismo.

 

Sem padrinho

Vânia ficou parcialmente enfraquecida politicamente depois que o deputado Rodrigo Delmasso anunciou publicamente que estava deixando o “apadrinhamento” da Administração do Guará no início de abril. Sem o apoio direto de Delmasso, Vânia se aproximou do secretário de Cidades, Gustavo Aires, e do próprio governador Ibaneis Rocha, que demonstravam que estavam gostando do jeito dinâmico dela administrar a cidade.  Mas, mesmo oficialmente fora do apadrinhamento à cidade, o deputado Rodrigo Delmasso continua tendo forte influência no governo por ser o vice-presidente da Câmara Legislativa e ser aliado de Ibaneis desde a campanha política.

Surpreendida com a exoneração, Vânia Gurgel diz que não se arrepende do fez. “Não tinha como continuar trabalhando com quem não queria trabalhar no mesmo ritmo e nem obedecer às minhas ordens. A execução de projetos e obras estava caminhando num ritmo mais lento do que eu pretendia. Vim da iniciativa privada e não tolero esse tipo de coisa”.  A agora ex-administradora diz que deu o seu sangue pela cidade, “porque moro e amo o Guará, mais do que nunca”. Vânia diz qu, a partir de agora, vai trabalhar “pela política do bem”, numa crítica ao deputado Delmasso.

O deputado Rodrigo Delmasso por sua vez elogia o desempenho de Vânia à frente da Administração do Guará, a quem considera “trabalhadora e bem-intencionada”, mas que ela “não teria entendido o funcionamento da máquina pública como um todo”.

 

Quem é a nova administradora regional

Luciane Gomes Quintana é paulista e está em Brasília há 12 anos, dos quais há dois anos no Guará. Pastora da igreja Sara Nossa Terra, a mesma de Delmasso, é formada em Ciências Biológicas e atuava no gabinete na área social e no acompanhamento das emendas parlamentares do deputado. É casada e tem uma filha.

SHARE