Terracap vende mais lotes no Guará

Além de um lote comercial em frente à QE 7, há ofertas no SMAS e 25 lotes residenciais nas novas quadras

A Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) lançou o sétimo edital de licitação de imóveis de 2019. São 99 lotes disponíveis para venda, 27 deles no Guará. O edital contempla oportunidades para quem quer morar bem, assim como projeções para a implantação de atividades econômicas diversas, que atendem do pequeno ao grande investidor. Qualquer pessoa física ou jurídica pode participar do processo licitatório. O documento está disponível para download no link: https://bit.ly/2LWTN7R

Os interessados devem ficar atentos aos prazos: caução até dia 30 de julho e licitação em 31 de julho. As condições de pagamento são: a partir de 5% de caução, entrada (com abatimento da caução) e o restante em até 15 anos, a depender do imóvel escolhido.

 

Lenir Maria Gomes (55) comprou um terreno há pouco mais de dois anos, na licitação de Natal da Terracap, em 2016. O lote residencial fica no Guará. Ela adquiriu o imóvel com os olhos no futuro. Os filhos estão adultos e logo seguirão suas vidas. No momento, constrói a casa em que morará “pelo restante de sua vida”, segundo ela própria define. Para Lenir Maria, que é empresária, adquirir um imóvel junto à Terracap foi uma excelente escolha. “Sou empresária, vinda de Patos de Minas. Com o passar dos anos, aprendi a escolher boas opções de investimento em Brasília. E o lote que adquiri foi um deles”, diz.

Os lotes nas novas quadras do Guará tem entre 160 e 208 metros quadrados e custam de R$ 221 mil a R$ 281 mil.

Um pequeno lote comercial na QE 20, em frente à concorrida QE 7 e ao lado do posto de gasolina, próximo de onde ficava o antigo posto policial também está à venda. Mesmo com apenas 45 metros quadrados de área, o lote custa R$201 mil.

Investimento

As projeções para grandes incorporadoras também estão previstas no 7º edital. O nível de atividade da Indústria da Construção no DF cresceu 0,7 ponto percentual na passagem de abril para maio, o que mostra que o setor tem se recuperado. As expectativas do setor para os próximos seis meses também são positivas. Os empresários esperam ampliar a atividade (63,1 pontos), assim como empregar mais (61,3 pontos). Os dados são da Sondagem da Indústria da Construção Civil do DF.

E para o investidor em busca de oportunidades com grande potencial de valorização, no Setor de Múltiplas Atividades Sul, por exemplo, há a oferta de um terreno de 10 mil m², com destinação para construir centro comercial, supermercado ou mesmo shopping center. Com localização privilegiada, próxima às principais vias de ligação entre a região sul do DF – EPIA Sul, EPNB e EPGU – e acessibilidade ao metrô e à rodoviária, a atividade implementada no endereço terá a garantia de grande tráfego de pessoas, e, consequentemente, alta demanda por comércio e serviços.

 

SHARE