Maçã caramelada, fabricada no Guará

Fábrica caseia na QE 34 está expandindo produção a partir de divulgação nas redes sociais. Casal aperfeiçoou iguaria em dois anos de experiências e estudos

Muito conhecida – e apreciada – nos Estados Unidos, e no Brasil especialmente em Curitiba, a maçã caramelada é produzida também no Guará, numa fábrica caseira no Conjunto “A” da QE 34. Embora produzam há dois anos, o casal Sara Tavares, 30 anos, e Natanael Nascimento, 32, estão aproveitamento o momento da pandemia para ampliar e difundir o negócio, que está caindo também no gosto do brasiliense.
A caramel apple é bem conhecida principalmente de quem já foi aos parques da Disney World, onde é um dos lanches mais vendidos, mas no Estados Unidos a iguaria vem sendo consumida desde a década de 50, quando a receita inventada por Dan Walker começou a ser impressa no verso das embalagens de balas de caramelo da Kraft Foods.

 


Há dois anos, Sara, que já procurava sugestão para um negócio próprio, ganhou uma macã caramelada de presente. Era a senha para o que procurava. Com o incentivo e a ajuda do marido Natan, ela passou a pesquisar e fazer cursos sobre a iguaria. Para conhecer melhor os segredos da maçã caramelada, o casal foi a Curitiba conhecer sabores e técnicas de fabricação do recheio e a qualidade da fruta. “Não é apenas pegar a maçã verde e cobri-la de chocolate e outros recheios, como alguns pensam e tentam fazer. Tem todo uma preparação, que começa na escolha da maçã e depois da depuração dos sabores do recheio”, conta Sara.
Cada maçã caramelada pesa em média 400 gramas, sendo que entre 260 a 280 gramas é referente ao peso da fruta. “Fomos pesquisar fornecedores de frutas grandes e de boa qualidade, que nem sempre são encontradas em supermercados com essas características”, diz Natan.


Nas redes sociais
Com o investimento no Instagram e nas redes sociais, o casal espera aumentar bastante a produção e venda diária da maçã caramelada, atualmente entre 10 a 15 por dia. Eles contam que no ano passado foram às principais festas juninas de Brasília vender e divulgar o produto e pretendiam repetir este ano, mas a pandemia do Coronavírus estragou os planos. “A nossa intenção é formar uma clientela própria, que não dependa de festas sazonais”, planeja Sara.
Com o nome de Mabi Dolce Gusto, a fábrica produz três sabores da maçã: a mais simples, com amendoim, canela, oreo e paçoca, a R$ 20; outra, com frutas vermelhas e amêndoas a mais, a R$ 23; e o mais novo sabor, a caramel blend, que acrescenta chocolate suíço, por R$ 26. Há, também, opções para presentes, em embalagem especial.

  • Mabi Dolce Gusto
  • Pedidos pelo WhatsApp
    (61) 98418-1246
    Entregas em todo DF

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Solve : *
11 − 8 =