sexta-feira, agosto 12, 2022
No menu items!

Umas e outras | José Gurgel

LETÍCIA

Tem certas coisas do dia a dia que parecem não se encaixar bem, o sentimento é de sempre faltar algo, não dá liga nem a pau. Foi assim na semana passada quando noticiaram o desaparecimento de uma jovem ao caminho do trabalho, deixando familiares e amigos aflitos por algum tipo de notícia e aguardando a volta da mesma ao convívio dos seus. Alguns dias se passaram até que, com prisão de um suspeito, a terrível verdade veio à tona. O indivíduo acabou confessando. Para as pessoas envolvidas na busca, foi como se uma ducha gelada caísse sobre todos, mostrando toda crueldade de um ato insano praticado contra um ser humano. Não podemos conceber que crimes dessa natureza continuem marcando as nossas vidas, pra mim uma verdadeira bofetada na cara da sociedade, que cada vez mais se sente acuada e com medo. Ninguém consegue entender o que se passa na capital do país para o crescimento assustador desse tipo de crime praticado contra a mulher com uma frequência que preocupa a população de uma maneira geral. Crimes de abusos contra mulheres de todas as raças, credos e classes sociais. Parece que retrocedemos, voltando no tempo, até os primórdios onde tudo era permitido. Parece até que faz...

IRRESISTÍVEIS PROMOÇÕES

O meu amigo Caixa Preta apronta cada uma que fica até difícil de acreditar, mas como somos amigos, sou obrigado a ouvir os casos do maluco. Outro dia ele foi até o shopping fazer umas compras, pois segundo ele queria aproveitar as promoções que aconteciam por lá. Entrou numa loja, escolheu um monte de roupas e apenas um par de meias das mais baratas que encontrou. Na hora de pagar foi que a coisa embananou de vez. Chegou lá no caixa colocou as roupas numa sacola que ele tinha levado e apresentou o par de meias para pagar. A atendente estranhou e perguntou: - Só as meias? E as roupas que estão na sacola? Ele muito animado, respondeu mostrando a carteira de identidade: - Sou idoso! E ela: - E daí? Ele cretinamente mostrou uma placa onde estava anunciando que idoso só pagava meia e disse : - Idoso só paga meia! Foi expulso da loja e ainda levou uns cascudos do segurança. Ficou indignado.

UM CAMPING DE RESPONSA

Pode até parecer brincadeira mas a coisa é séria, encontrei com o Caixa Preta que logo me chamou a atenção para um pessoal que montou um acampamento bem ao lado do Centro de Saúde nº2,bem ali na QE-17,onde os carroceiros volta e meia, jogam entulhos por lá como se ali fosse uma área transbordo. Armaram uma barraca e na maior cara de pau, trouxeram os trapos, cachorro, papagaio, cachaça e o que não podia faltar, sujeira, muita sujeira que está acumulando por lá e ninguém para dar um basta naquilo. Todo mundo com aquela famosa cara de paisagem, ninguém se mexe, parece que inércia é a palavra-chave. O outro já montou bem ao lado da pista no mesmo local uma barraquinha onde fica deitadão descansando do nada que faz, passei para tirar umas fotos do local e ele disse que não gosta de ser incomodado fora do expediente. Estamos lutando contra epidemias seríssimas que ameaçam a nossa população e nos deparamos com essa falta de respeito, com o que parece ser a complacência de autoridades e órgãos fiscalizadores da própria Secretária de Saúde, a quem cabe zelar pelo bem- estar da população. Não adianta ficar mandando ofícios para essa turma pois eles não...

SAUDADES DA KOMBI

Um frio de lascar, todo agasalhado, parecendo mais um astronauta ,uma tremedeira que fazia bater os queixos fazendo um barulho meio esquisito com a boca. Rezei para não encontrar o Caixa Preta, pois eu não queria ter que ir parar lá no Porcão pra tomar umas, eu queria apenas um caldo bem quente e voltar pras cobertas. Do nada o velho Caixa apareceu, queria me contar uma coisa estranha, pois segundo a visão do cabra, isso já estava recomeçando lá na praça da QE-34, o que ai já era demais. Depois de acompanhar durante semanas pelo WhasApp uma discussão sobre uma carcaça abandonada lá pelas bandas do campo de grama sintética na orla do Guará II, que servia apenas para ponto de drogas e viveiro de mosquitos da dengue sem que ninguém de algum órgão tomasse qualquer providência, finalmente acabou a novela. Mas com a retirada da carcaça, um saudosista de Kombi abandonada resolveu prestar uma justa homenagem e trouxe para a praça da QE-34,que a muito apresenta as marcas do descaso, que já é uma marca registrada da nossa Administração. Como tudo está ao Deus dará, resolveram abandonar uma Kombi justamente na praça, com os pneus arriados, toda cheia de sujeira,...

FAMIGERADO E RESISTENTE

Parece até brincadeira, mas o já manjado e famigerado assunto Pontão do Cave o assim conhecido lugar encravado bem no coração da cidade, numa área muito cobiçada por especuladores imobiliários e assemelhados, que volta e meia o GDF tenta passar a preço de banana com a tão famosa e nada republicana PPP do Cave, ali bem próximo ao Fórum e Administração do Guará. O local já famoso por aqui, principalmente por ser considerado pelos agentes da lei, Polícia Militar e Polícia Civil como uma das grandes manchas criminais da nossa cidade e até hoje protegido, ninguém sabe por quem, mas que deve ter algum cargo dentro do governo zelando para que nada aconteça, evitando de todas as formas, numa ação criminosa contra a população, a retirada daquele antro. Inclusive ele está incrustado dentro dos limites de proteção ambiental do Parque Ezequias Heringer, o Parque do Guará, que também é fruto da cobiça de muitos barões do ramo imobiliário, que sonham implantar os seus espigões, aproveitando a vista maravilhosa e a localização pra lá de privilegiada, sobrecarregando toda infraestrutura da cidade, com isso mandando a nossa combalida qualidade de vida, definitivamente para o ralo. A grande verdade, é que não se vê a...

GUMMY

Depois de ver uma longa discussão em um grupo de WhatsApp aqui da cidade sobre a nossa já exitosa rua de lazer, que acontece uma vez por mês e sempre no último domingo, resolvi dar uma olhada como iam as coisas por lá. Falaram em falta de segurança, mas estavam por lá a PMDF e CBMDF, por sinal fizeram, como sempre, um excelente trabalho, principalmente a PMDF que sempre presente garantiu o bom andamento dos eventos que por lá ocorreram e a tranquilidade de quem por lá esteve e participou, aproveitando muito bem o clima friozinho dessa época do ano. Na parte da manhã, muita família reunida, pais com crianças, jovens, idosos com os netos, todos usufruindo a nossa rua de lazer, que por sinal estava pra lá de animada apesar do clima frio e pouco sol. Acabei de almoçar e às14h30 fui novamente pra lá observar se haveria algum tipo de ocorrência estranha ao evento, principalmente o consumo desenfreado de drogas, brigas ou mesmo algo que pudesse manchar ou tirar o brilho do evento, que para tristeza de alguns não aconteceu. À tarde, justamente o maior motivo de tantas reclamações no grupo de WhatsApp, foi a hora e a vez dos jovens...

MORENA EU QUERO CHÁ

Um frio de lascar, não sentia muita vontade de sair pra dar uma espiada na festa de São João do Guará que rolava lá pras bandas do Consei. Tinha visto uma grande área cercada, imaginei que talvez mais uma construção surgiria por ali, trazendo mais moradores para a nossa cobiçada cidade, nem me toquei que ali aconteceria um dos maiores e mais tradicionais eventos nessa época do ano. Na verdade eu gosto muito de festas juninas, ainda mais contando com o nível de organização das promotoras Mães e Filhas, que a cada ano parecem ganhar folego para fazer o evento ser cada vez melhor. Não me arrependi, ouvindo ao longe o som do forró pé de serra pra lá de animado, onde o velho e inconfundível Gonzagão soltava a voz: “Havia balões no ar”, fui até lá e no terreiro uma multidão se divertindo na maior alegria que contagiava a todos, tinha gente de todo lugar. Velhos, crianças, jovens numa animação que fazia inveja a muitos eventos que paralelamente acontecem por aí em diversos pontos do DF. São festas assim que o nosso Guará merece, fazendo com que a população saia de casa numa noite fria de junho, com toda a família para...

NO CIRCO

Depois daquela quase trágica aventura no mar, que não é nem bom lembrar pois o moleque ainda está traumatizado, principalmente depois da curta carreira como nadador. O pobre Toquinho, apelido que ganhou da carinhosa vizinhança, pois nascera sem os braços e pernas. Os amigos dele, gostavam muito dele, até faziam passeios com ele, o pai era quem não gostava, pois muitas vezes a turma deixavam ele por ai e ele tinha que ir buscar, muitas vezes tarde da noite. Um belo dia os fiéis amigos resolveram fazer um programa que acreditavam não trazer perigo ao Toquinho, foram e levaram o Toquinho ao circo armado ali perto da delegacia na QE-26. O moleque quase morre de tanta alegria de poder ir ao circo com os amigos pela primeira vez, era uma diversão e tanto. Lá no circo os olhos dele brilhavam e se encantavam com as atrações que se revezavam no picadeiro, até que anunciaram a principal atração da noite, o domador. Três leões, dois tigres de Bengala, aliás o nome era muito apropriado, pois os animais talvez precisassem realmente de uma bengala para se movimentarem. De repente, um tumulto, as pessoas começaram a correr assustadas, os amigos do Toquinho,é claro, deram no pé enquanto o pobre...

NON SENSE OU LOUCURA ?

Aqui no Brasil temos uma mentalidade tacanha e atrasada que acho um pouco complicado tentar explicar, pois a coisa chega à beira do non sense ou como dizem por aí, loucura. Ninguém consegue entender esse Brasil que senta o pau nesse Brasil atrasado, garanto a vocês que não serei eu a tentar destrinchar o que passa na cabeça desse Brasil. É muito complicado. Para isso é necessário um bom psicólogo, profundo conhecedor da mente humana, para entender essa complexidade de todas as camadas sociais, quando um brasileiro fanático estufa o peito e grita: - Não aguento mais tanto atraso nesse Brasil, essa porcaria nunca vai dar certo! Quando observamos quem profere esse discurso com frases panfletárias, gritando e destilando um ódio inexplicável, vivendo em outro mundo, talvez um universo paralelo, onde tivesse que aguentar um Brasil que segundo ele está cansado de tentar consertar, fazemos uma fria análise desse discurso infame, a coisa teria que ser ouvida mais ou menos assim: - Faço tudo para convencer e manter esses descontentes no lugar, que cada dia teimam mais em querer casa, comida, escola, saúde pública de qualidade, segurança e outras benesses que tornam a vida um pouco melhor. Isso sem querer contar com a...

COMEÇOU MAL

Quando digo que a falta de comprometimento com a população do Guará com os problemas maiores, os que a população tanto cobra, ouve-se a mesma ladainha de sempre, que falta dinheiro, quando na verdade falta é gestão uma coisa que parece ter se tornado um padrão por aqui. Basta ver um episódio que se passou numa dessas reuniões onde a população deveria apresentar seus pleitos e críticas às coisas erradas que por aqui estão acontecendo sem que ninguém ponha um freio. A nossa digníssima Administradora, uma ilustre desconhecida, que pode até ser competente, mas até agora não disse a que veio e recém-empossada, compareceu para se apresentar e deixar uma péssima impressão pela falta de comprometimento em ouvir os reclames da população, que está se sentindo abandonada, pois quando apresenta qualquer pleito que não seja pintura de meios – fios ou limpeza de praças, dificilmente aparece solução que ao menos amenize os inúmeros problemas. Na minha modesta opinião o recado foi bem claro na sua apresentação, querem ovelhas para o rebanho, dizendo nas entrelinhas que a população com ela está ferrada, pois caiu de paraquedas por aqui e já está amando o Guará, dando em seguida um sinal de grande preocupação...

TOP AUTHORS

Fashionize-se com Hiana
5 POSTS0 COMENTÁRIOS
Gente | Fátima Souza
7 POSTS0 COMENTÁRIOS
Guará Vivo | Joel
5 POSTS0 COMENTÁRIOS
Avatar
2097 POSTS0 COMENTÁRIOS
Klecius Oliveira
7 POSTS0 COMENTÁRIOS
Poucas e Boas | Alcir
5 POSTS0 COMENTÁRIOS
socialseven
34 POSTS0 COMENTÁRIOS
- Advertisment -

Most Read

Operação retira invasões na linha do trem, na QE 40

A Secretaria DF Legal e a 4ª Delegacia de Polícia do Guará desmancharam três invasões de áreas públicas na QE 40, ao lado da...

Atividades relaxantes no sábado

Neste sábado, 13 de agosto, aproveite para fazer terapias integrativas, de 9h às 14 h, no Clube dos Amigos, no Cave, ao lado da...

Ciclofaixa do Guará II – VENCE A VONTADE DO POVO

Oito meses após o início das obras e de muitas críticas ao projeto, finalmente o governo cedeu à pressão da comunidade e resolveu rever...

Júlia Lucy quer mudar lei das sacolas plásticas

Em vigor desde o dia 1º de agosto, a lei que proíbe a distribuição das sacolas plásticas pelo comércio do DF pode sofrer alterações...
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com